Pirata que assaltou embarcação no Marajó é condenado a 34 anos

Juiz da Comarca de Melgaço, Emanoel Jorge Dias Mouta, condenou, no último dia 14 de fevereiro, a 34 anos de prisão, o réu Marcelo de Souza Castro, mais conhecido como “Boca Nua”. O réu foi acusado de participar de assalto a uma embarcação, em junho de 2011. O episódio ainda resultou no assassinato de um membro da tripulação.

Segundo os autos, o assalto, que ainda contou com a participação de mais quatro indivíduos, teria ocorrido por volta das 4 horas da madrugada, enquanto a embarcação navegava de Melgaço a Breves, com lotação aproximada de 30 passageiros. Todos os assaltantes estavam armados e, durante a ação, um dos réus acabou assassinando, com um tiro a queima roupa, o membro da tripulação, Francisco Sanches Rodrigues.

Além disso, uma mulher grávida ficou gravemente ferida após ser atingida por tiros disparados aleatoriamente. Já outros passageiros foram espancados e alguns tiveram seus pertences pessoais roubados. Três adolescentes que participaram da ação delituosa já tiveram seus processos sentenciados e encontram-se cumprindo medida sócio-educativa de internação em Belém.

Apenas o acusado Ronaldo Corrêa Guiomar, vulgo “Rona”, que seria o autor do disparo contra o tripulante morto, ainda não foi encontrado para ser citado. O réu, que está com sua prisão preventiva decretada, encontra-se foragido.

Fonte: Dol
Compartilhar:

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Web Master: Charlem Sarges