Portel tem tradição e muita história

A história do povoamento de Portel se desponta com a chegada dos missionários católicos da Companhia de Jesus, em 1653 com a fundação do que viria a ser a Paroquia de Nossa Senhora da Luz. Diversas aldeias indígenas já habitavam a baia de Portel e arredores catequizados pelos jesuítas e tornados cristãos.
Depois vieram as famílias portuguesas, algumas abastadas, e se desenvolveu comercialmente a região com a criação de outros municípios como Melgaço, Breves e Gurupá. Já no século passado, ao final de segunda guerra, a ordem Agostiniana Recoleta, recebeu da Santa Sé a incumbência de consolidar a paróquia de Nossa Senhora da Luz. Os freis Máximo Calvo e Pedro Maria Esparza forma os grandes nomes desse período.
A ordem construiu a matriz da cidade no meio do caminho entre a vila de Manarijó e a vila de Portel, hoje ligadas por ruas e avenidas e assim foi se firmando o catolicismo em toda a região.
Freis Alessandro, Walben e Edson, que juntamente com três irmãs agostinianas cuidam atualmente das ações da igreja no município, reconhece que de 60% a 70% da população são católicos que se dividem em diversas capelas e dezenas de comunidade que celebram os cultos e onde o frei visita uma vez por ano. Uma ONG denominada Haren Alde, com o projeto estrela, atende cerca de 250 famílias carentes, além de muitas outras atividades promovidas pela Pastoral da Criança, atendimento nos bairros mais carentes como o da Castanheira onde são atendidas 150 crianças.

Fonte: Portel - A Estrela do Marajó
Compartilhar:

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Web Master: Charlem Sarges