Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Marajoaras Acolhem o Novo Bispo do Marajó

O povo católico marajoara acolhe com festa e muita alegria o novo Bispo Dom Evaristo Pascoal Spengler.
Hoje O novo bispo começou sua visita ao Marajó, pela sede da Prelazia em Soure-PA ( Paróquia Menino Deus).
Louvemos a Deus pela sua presença em nosso meio, nosso coração marajoara está repleto de tanta alegria.
Que o Espírito Santo seja sempre a sua força.
Que Deus lhe conceda perseverança e amor para conduzir o rebanho Marajoara.
Que Nossa Senhora da Luz, ilumine seus passos.
Seja bem vindo.
Fonte: Padroeira de Portel

Em reunião com líderes, Temer nega ação do Planalto para salvar Cunha

Em reunião com os líderes da base no Palácio do Planalto, o presidente em exercício Michel Temer negou nesta quinta-feira (9) qualquer ação do governo para interferir nos trabalhos do Conselho de Ética para tentar salvar o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), da cassação.
Segundo o líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), Temer o autorizou ainda a dizer que o "governo dele não é ação entre amigos." "O que o presidente disse é que não há qualquer interferência do governo na questão Cunha com o Legislativo. Não há qualquer interferência. E mais. Ele tem dito e me autorizou a dizer o seguinte: 'O governo dele não é ação entre amigos'", afirmou o deputado após o encontro.

Fonte: G1

Jarbas Passarinho, ex-governador do Pará e ex-ministro, morre em Brasília

Nascido no Acre em 1920, ele iniciou sua trajetória política no Pará.
Como ministro, participou da reunião em que foi decretado o AI-5.
O ex-ministro, ex-senador e ex-governador do Pará Jarbas Passarinho morreu na manhã deste domingo (5) aos 96 anos, em Brasília, em decorrência de problemas de saúde devido à idade avançada, segundo nota divulgada pelo governo do Pará.
O governo estadual decretou luto oficial de três dias.
O velório teve início a partir das 13h na Paróquia Militar do Oratório do Soldado, na capital federal, cidade onde morava havia muitos anos. O enterro, com honras militares, ocorreu no fim da tarde, no cemitério Campo da Esperança, também em Brasília. Foram disparados tiros de fuzil e de canhão. O corpo foi enterrado ao som da “Canção da Artilharia”, que representa a arma do Exército da qual Jarbas Passarinho fez parte durante a carreira militar.
Nascido em Xapuri, no Acre, em 1920, Jarbas Passarinho iniciou sua trajetória política no Pará. Foi oficial do Exército e, na d…