Pular para o conteúdo principal

Segundo envolvido na morte de PM é preso em Breves

Foto: Polícia Civil
Foi preso no município de Breves, Augusto César envolvido no latrocínio de policial militar. Acusado foi preso no domingo (10).
Augusto César Mendes Gonçalves, acusado de envolvimento no latrocínio do policial militar Paulo César Nunes Pinto, já está preso e à disposição da Justiça. Ele foi transferido para a Central de Triagem da Cidade Nova em Ananindeua, na madrugada desta quarta-feira (13), vindo de Breves, na ilha do Marajó.
O acusado foi preso no último domingo (10) pela equipe da Superintendência Regional das Ilhas, em cumprimento a mandado de prisão temporária decretada pelo juiz de Direito, Adriano Farias Fernandes, da Comarca de Ananindeua.
Augusto César é apontado, em inquérito instaurado pelo delegado Paulo Davi Rayol, da Seccional da Cidade Nova, como o autor do latrocínio contra o policial militar e da tentativa de homicídio da namorada da vítima, durante assalto a uma farmácia, situada na travessa SN-24, na Cidade Nova 7, em Ananindeua, no dia 31 de dezembro de 2012.
Na ocasião, Augusto César e o comparsa Jefferson Wallace da Cunha Santos, que também já está preso, anunciaram o assalto no interior da farmácia, onde o policial militar, que estava de folga, juntamente com a namorada, faziam uma compra no local. O PM teria sido reconhecido pelos assaltantes e foi rendido mesmo após ter entregado sua arma aos criminosos, o policial foi alvejado a tiros pelos assaltantes. Em seguida, um dos bandidos atirou contra a namorada do militar, que foi atingida no pescoço. Socorrida, ela foi medicada e sobreviveu.
Jefferson foi reconhecido por envolvimento no crime 4 de janeiro deste ano. Ele já estava como preso de Justiça, respondendo por assalto na Colônia Agrícola Heleno Fragoso, presídio para presos em regime semiaberto. Jefferson cometeu o crime, enquanto estava em liberdade temporária concedida pela Justiça, para passar as festas de final de ano com a família, que mora em Ananindeua.
Segundo o delegado Adelino Souza, da Seccional Urbana da Cidade Nova, ao receber informações sobre o paradeiro do acusado, em Breves, no final de semana, o delegado Paulo Davi Rayol, presidente do inquérito sobre o latrocínio, requereu e obteve a decretação da prisão temporária do acusado.
A ordem de prisão foi enviada à delegada Adriana Magno Barbosa, que determinou à equipe de policiais civis de Breves com o apoio de uma guarnição da Polícia Militar do Destacamento de Breves, o cumprimento do mandado judicial. “Augusto César foi encontrado na casa de conhecidos no município. Ao ser preso, ele ainda resistiu à prisão, porém a ordem de prisão foi cumprida”, ressalta a policial civil.
Ouvido pela delegada, Augusto César confessou sua participação no latrocínio e admitiu estar portando uma arma durante o assalto, mas negou ter feito disparos contra policial militar.
O preso permaneceu recolhido na Superintendência Regional da Polícia Civil, em Breves, até que, na madrugada de hoje, o acusado foi transferido para Ananindeua por uma equipe da Polícia Civil enviada para reforçar o plantão durante o feriado prolongado de Carnaval, no município.
A ação atende determinação da Diretoria de Polícia do Interior e do superintendente regional da Polícia Civil das llhas, delegado Jarson Santos.
Fonte: Marajó Online (Policia Civil)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONCURSO PÚBLICO DE PORTEL OFERTARÁ 845 VAGAS

Após ter assinado um TAC - Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público para realizar concurso público e nomear os aprovados até janeiro de 2019, a Prefeitura de Portel deve lançar na próximo dia 23 (sexta) o edital 001/2018 para a realização de concurso público que ofertará 845 vagas em diversos níveis de escolaridade.
O organizador do certame será o Instituto Ágata e o período de inscrição no concurso será entre os dias 28/11 e 30/12 no site www.institutoagata.com.br.
A provas serão marcadas para o dia 20 de janeiro de 2019.
Fonte: Marajó Notícias

ATUAL PRESIDENTE DA CÂMARA DE PORTEL DISPUTARÁ A PREFEITURA EM 2020

O vereador Moisés Moreira, do PSC, que até o próximo dia 31/12 é o presidente da Câmara Municipal de Portel, se colocará à disposição do seu partido para concorrer à Prefeitura de Portel em 2020. Empenhado na campanha para a eleição que aconteceu em outubro, o vereador realizou diversas reuniões em comunidades da sede e do interior do município, e nelas, por diversas vezes, foi intimado pelos comunitários a concorrer em 2020 para o cargo majoritário em Portel. De acordo com informações obtidas pelo blog, Moisés Moreira também tem recebido bastante apoio de amigos e lideranças politicas locais e regionais. Com mais de 20 anos de experiência no legislativo, chegou a hora do vereador se submeter a este desafio de governar uma das cidades com os piores índices sociais da região, mas com um potencial turístico, riquezas naturais e um povo muito trabalhador e ordeiro.

Fonte: Blog Marajó Notícias

PARLAMENTO JUVENIL MERCOSUL 2018

O Marajó tem uma candidata para representar nossa região. Enza Yasmin Melo Lima é do Município de Breves.

"Tenho 15 anos, moro em Breves no Pará e sou aluna do 2º ano do Ensino Médio Integrado no IFPA Campus Breves. Sou defensora dos direitos das crianças e adolescentes e membro do JUVA - Juventude unida pela vida na Amazônia. Ciente de meu papel como representante do Marajó, onde temos os piores IDH do Brasil, meu objetivo é representar nosso estado, nossa cultura, nossa identidade, nossos anseios e nosso desejo de uma educação de qualidade e gratuita para todos." Título do Projeto: A internet como ferramenta de integração para os alunos do Ensino Médio.

Resumo: O projeto visa à criação ou ampliação de um espaço informatizado com acesso a internet e profissionais qualificados. Uns dos requisitos era que o projeto contemplasse uma necessidade local e em nossa região marajoara esse espaços muitas vezes são inexistentes e os alunos da…